segunda-feira, 8 de outubro de 2012

PRESIDENTE MÉDICI ELEGE SUA PRIMEIRA PREFEITA, FILHA DA TERRA.

Estou orgulhoso de minha cidade natal, Presidente Médici, pelo resultado das eleições 2012. Hoje não sou mais de fazer campanha para ninguém. Mas, isso não quer dizer que eu não vote ou torça para quem eu acredite que possa fazer algo de positivo.

Sou amigo de todos que moram em na antiga Santa Teresa do Paruá. Tenho muita gratidão a esta cidade onde nasci e morei até meus 15 anos. Foi lá que meus pais criaram quase todos os meus irmãos. Foi de lá que meus pais, trabalhando na nossa farmácia, tiraram o sustento de todos nós. Foi no Colégio Santa Teresa de lá que eu estudei do pré à antiga 8ª série. Foi lá que eu aprendi a respeitar os direitos do outro e lutar pelos meus. Aprendi que meus deveres devem ser cumpridos com responsabilidade. Aprendi ali que a democracia deve começar dentro de casa e que respeitar os mais velhos, preservar a natureza, ajudar o próximo e ser solidário nos ajuda a tornar o mundo melhor.
Nestas eleições a minha cidade deu uma lição de fraternidade e maternidade. Elegeu uma filha sua para ser sua a pessoa que vai gerir seu destino pelos próximos quatro anos. Foi eleita Dr. Élia a Prefeita!
Foto: facebook

Sabem o que isso representa? Representa a vitória da mulher trabalhadora e independente – características acentuadas pelo apoio da Professora Sineide Santos, grande defensora desta bandeira -, representa ainda a necessidade de sangue novo, a vontade do povo se sentir representado de fato por um filho da casa, por uma irmã filha da madre terra. Não que os prefeitos anteriores – Soares, Sebastião Fala Fina e Antônio da Paraense – não representassem o povo de fato. Se assim o fosse eles não teriam sido eleitos. Contudo, me refiro ao fato de eles terem nascido em outras cidades e/ou Estados, muito embora morem lá basicamente desde que ainda uma pequena vila e lutaram por sua emancipação. E, no período que estiveram à frente da Prefeitura, acredito que fizeram o que puderam para ajudar no crescimento do lugar.
Tem mais... Dr. Élia nasceu ali, há alguns anos atrás ela era simplesmente a Élia, minha amiga, melhor amiga da minha irmã, íamos juntos para escola, shows, fazenda... E teve os mesmo ensinamentos de cidadania que eu tive. Que eu garanto foram muito bem passadas pelos nossos metres e bem captadas por ela também. Tinha tudo pra ser uma pessoa esnobe e deslumbrada e nunca o foi. Muito pelo contrário!
Tenho no perfil do facebook vários moradores de Presidente Médici como amigos. Não faço distinção partidária, religiosa, sexual ou de raça. Considero todos ali meus amigos. Mais... Considero todos meus irmãos. Outro dia vi uma postagem de alguém que torcia pelo candidato adversário alegando que era preciso acabar com a “oligarquia”.
Não vejo se trata na eleição da Dr. Élia de uma manutenção de uma oligárquica. Ainda não deu nem tempo para se ter algo semelhante ou próximo ao que se possa nominar assim. Considero sim como uma sucessão natural dado a representação emblemática de sua escolha pela população dali, como já citei acima. 
Oligarquia seria se ela fosse fruto de um grupo político que já tivesse uma “tradição” política e fossem “donos” de vários currais eleitorais, indo, por exemplo, para municípios, onde nunca morou ou se quer tivesse parentes, apenas para fins eleitoreiros. Não é o caso da candidata eleita, ela e seus irmãos nasceram e se criaram ali. Seus pais e irmão residem lá ainda. E a parte da sua família que mais teve atuação política na região (Família Holanda – de Gov. Nunes Freire) há muito tempo não tem uma expressão tão grande assim que desse todo esse peso.
Fato é que o desafio agora é enorme, a responsabilidade é grande e, da experiência que tenho em trabalhos públicos aqui em São Luís, sei que nem sempre as nossas vontades são tão fáceis de consegui. Uma vez que as burocracias no Brasil são enormes e muitas. Mas confio na sua boa vontade e capacidade de gerir aquele município, pois sempre foi uma pessoa sensata, determinada, decidida e pé no chão. Além do mais conhece as necessidades de nossa gente.
Hoje a minha amiga Élia é uma mulher casada, advogada, mãe de família, possuidora de uma larga experiência em gestão pública e Prefeita de Presidente Médici!
A ela e ao povo dessa cidade os meus mais sinceros Parabéns. Desejo muita sorte e muitas bênçãos de Deus e de Santa Terezinha do Menino Jesus, a padroeira da nossa eterna Santa Teresa do Paruá, que em uma gincana escolar nos fez cantar ainda criança:

“Santa Teresa terra bela e santa,
Teu povo unido brinca, ora e canta.
Glorificamos teu lindo nome.
Exemplo pra mulher, menino, jovem e homem...”

2 comentários:

Fabio Araujo disse...

Oligarquia é:
A oligarquia é caracterizada por pequeno grupo que controla as políticas sociais e econômicas em benefício de interesses próprios.
Significado de Oligarquia

Governo em que o poder é exercido por um grupo restrito de pessoas, geralmente, do mesmo partido, família, classe etc.
Em que há predominância de um pequeno número de pessoas no poder.
Ou seja, Governo de poucas pessoas. Ocorre quando um pequeno grupo de pessoas de uma família, de um grupo econômico ou de um partido governa um país, estado ou município. Uma das características desta forma de governo é que os interesses políticos e econômicos do grupo que está no poder prevalecem sobre os da maioria.

Carlos Roberto disse...

"Hoje não sou mais de fazer campanha para ninguém".
Gostei muito do texto,do valor dado a minha amada cidade.
Foi nesta campanha que encontrei-me como um ser político, autônomo, hoje sou mais engajado no que diz respeito ao futuro de minha querida cidade. Sou capaz de enfrentar qualquer um para vê-la prosperar. Só espero não ser iludido novamente. Este é o preço que pagamos por acreditar nos ensinamentos repassados por nossa escola mãe (Colégio Santa Teresa).